terça-feira, 23 de agosto de 2011

Mundo poético

-Mauro César Bandeira-



A poesia surge do vazio
Da tristeza e das lágrimas
Da saudade...

Poesia estranha
Para um mundo
Desumano


Destrutivo
O fim pode vir
A qualquer momento

Mas eu te conheci
Foi bom assim
Sempre e não fim


Espero poder te ver
Mais uma vez

Mauro César Bandeira expõe seus pensamentos no site Recanto das Letras:
http://www.recantodasletras.com.br/pensamentos/3155921

Nenhum comentário: