domingo, 4 de setembro de 2011

O planetinha Vulcanis: o relato de um correspondente interplanetário


Flávio Sanso
www.reticencia.com
@flavio_sanso

O planetinha Vulcanis tem sérios problemas com a sua órbita, e foi assim desde que foi colonizado por viajantes de outro planeta bem mais antigo. Esses viajantes causaram estranheza aos nativos quando chegaram ostentando suas naves com inusitadas cruzes vermelhas pintadas na lataria. O nome do planeta foi dado em decorrência do aspecto avermelhado de suas montanhas que mais pareciam vulcões. Por muito tempo os mineirais retirados dessas montanhas serviram para enriquecer a economia do planeta colonizador. Vulcanis se desenvolveu, mas ainda está fora do rumo. Seus dirigentes são confusos e parecem não ter a mínima visão de evolução global. É costume ainda muito difundido a locupletação restrita em detrimento do bem-estar comunitário, como se os tempos ainda fossem aqueles da época em que o planeta foi colonizado. "Representante Planetário" é o nome pomposo de quem é escolhido para representar a população vucaneira. Há tempos circulam notícias de que vários deles vêm adotando comportamento inadequado no exercício de suas funções. Um exemplo ilustrativo foi a divulgação de vídeos em que representantes planetários recebiam incontáveis unidades de vil metalis, a moeda local, em flagrante demonstração de desvio ético. Outro costume local é o de que representantes planetários façam vistas grossas para os erros de seus pares. Alguns vulcaneiros demonstram revolta em relação a esse estado de coisas, entretanto, de um modo geral, a população vulcaneira parece mostrar-se satisfeita com tudo, já que os dirigentes do planeta envolvidos em atividades irregulares renovam-se no poder, com o beneplácito dos vulcaneiros. Dessa forma, o planetinha Vulcanis, prestes a comemorar mais um ano em que se viu independente de seu planeta colonizador, ainda está fora de órbita, esperando o momento em que seus habitantes descubram seu verdadeiro pontencial.    


Nenhum comentário: