sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Depois daquela viagem

Depois Daquela Viagem apresenta a superação de uma adolescente portadora do vírus da Aíds
- por Chananda Bento -

Teatro é para refletir e divertir...quando o teatro nos faz pensar, traz experiências de vida que contribuem para que as pessoas tenham mais subsídios para fazerem boas escolhas, tenho certeza que vale a pena prestar tanta atenção a essa manifestação artística.
Depois Daquela Viagem fala de superação e coragem. A autora Valéria Piassa Polizzi, portadora do vírus da Aíds, é um exemplo de superação e força. A peça retrata, de modo não linear, a infância, a viagem na qual a protagonista se contaminou com o vírus, o susto da descoberta e o medo da morte e das pessoas se afastarem.
O preconceito existe, mas Valéria contou com o apoio da família e dos amigos. Passou por sérios problemas por causa da doença, relutou em tomar remédios, mas, aos poucos, foi aprendendo a conviver com o vírus, a enfrentar o preconceito e a acreditar que vale a pena viver.
Valéria teve a coragem de escrever o livro e hoje ele se constitui num interessante meio de reflexão sobre essa doença.
Dib Carneiro Neto conseguiu captar a essência da obra, assina a adaptação para o teatro.  A sua ideia de transformar a protagonista em três, ressaltando os vários momento da trajetória de Valéria, foi excelente e como ele mesmo declarou em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo  ("Quando uma pessoa recebe uma notícia dessas, ela se esfacela. Tive a impressão de que a Valéria se dividiu"), teve o objetivo de retratar uma menina de 16 anos esfacelada pela notícia da doença, mas também evidenciou que apesar das dificuldades, nunca devemos perder a força e a esperança.
Em 2006 aconteceu uma leitura no Masp, no Letras em Cena, e agora a peça fica em cartaz, em curta temporada, no Sesc Consolação.
A montagem é simples e dinâmica. Como são muitos os fatos apresentados, com mudanças de tempo e espaço, a cada cena há troca de cenários, o que contribui para que a apresentação não fique cansativa. São 14 atores em cena, os quais conseguem um bom resultado: são esforçados e merecem aplausos. Destaque para as atrizes que vivem a Valéria. Cada uma dá à Valéria um carisma especial e transmitem com competência as várias facetas da personagem.
Depois Daquela Viagem é imperdível, pois fala dos problemas e sonhos de jovens que estão em busca da felicidade e promove o respeito ao próximo, às diferenças, ao amor, amizade e solidariedade.
Ainda, por incrível que pareça, há desinformação e a ideia ¨de que comigo não vai acontecer nada¨ prevalece muitas vezes. Valéria não culpa o namorado, de quem contraiu o vírus, reconhece que errou por aceitar que o namorado não usasse a camisinha e demonstra o quanto é importante se prevenir.

João Caldas/divulgação
 Texto: Dib Carneiro, baseado no livro de Valéria Piassa Polizzi
Elenco: Camila Minhoto, Carol Capacle, Charlene Chagas, Daphne Bozaski, Eliot Tosta, Geraldo Rodrigues, Giovani Tozi, Leonardo Stefanini, Maria Bia Martins, Mariana Leme, Naiara de Castro, Osvaldo Antunes, Rafael Sola e Renata Fasanella.
Direção e direção musical: Abigail Wimer
Assistente de direção: Alcione Alves
Direção de ator: Silen de Castro
Direção de Produção: Roseli Tardelli
Cenografia e Figurinos: Márcio Medina
Iluminação: Domingos Quintiliano
Trilha Sonora: Ed Côrtes
Fotos: João Caldas
Ilustração: Gilberto Miadaira
Produção: Maurício Barreira
Assistente de Produção: Gabriela Palumbo
Assistente de Produção de Ensaio: Françoise Plas
Pré-produção de Casting: Jeanne de Castro
Assistente de Produção de Casting: Pedro Duarte
Preparação Corporal: Fernando del Santo e Helena Castro
Assessoria de imprensa: Arteplural
http://depoisdaquelaviagemteatro.blogspot.com/


Sesc Consolação
Rua Dr. Vila Nova, 245
Vila Buarque
Tel: 11-32343000         
São Paulo – SP
De 05/10 a 20/10. Quartas, às 20h e quintas, às 15h e 20h

Nenhum comentário: