domingo, 19 de fevereiro de 2012

Apocalipse de um cineasta




Quando dirigiu, em 1979, o clássico "Apocalypse Now", Francis Ford Coppola sofreu o diabo. Sofreu com a selva das Filipinas, com tempestades, com o presidente Ferdinando Marcos, com o infarto de Martin Sheen, com o desleixo de Marlon Brando e com a própria insatisfação com o roteiro, alterado diariamente.

Para sorte dos amantes de cinema, porém, os bastidores das filmagens foram registrados em filme pela própria esposa de Coppola, Eleanor, e aproveitados num documentário dirigido por Fax Bahr e George Hickenlooper em 1991. O filme chamou-se APOCALIPSE DE UM CINEASTA, e escrevi sobre ele aqui:

Maurício Limeira

Nenhum comentário: