segunda-feira, 30 de junho de 2014

Programação para quem pretende aprimorar a escrita

Escrevendo Biografias
O que é uma biografia.  Como se estrutura e se realiza uma pesquisa.  A técnica de entrevistas.  A contextualização histórica.  O cruzamento de informações.  Como a pesquisa se transforma em livro.
Paulo Cesar Araújo – Historiador, jornalista e doutorando em Ciência Política. Estudioso da história da música popular brasileira, colabora com os principais veículos de comunicação do país. É autor da biografia Roberto Carlos em Detalhes (Ed. Planeta, 2006), e do livro Eu não sou cachorro, não (Ed. Record, 2002), obra que revelou a censura à música brega durante a ditadura militar. Atualmente é professor da rede Faetec e do Departamento de Comunicação Social da PUC-Rio.
Dia 19/07 (sábado) das 10h às 17h | Carga horária: 6h/aula
R$ 400,00 (à vista) ou 2x R$ 225,00

O Escritor e o Mercado Editorial – Caminhos para a Publicação
Como funciona a indústria do livro e o mercado editorial. Os diferentes papéis (autor/editor/indústria) e suas convergências. O que significa ser autor hoje? Quais os caminhos possíveis de trilhar para ter seu livro publicado e lido? A viagem do livro na contemporaneidade, dos originais à mesa do editor, suas principais etapas. Curso destinado a profissionais da indústria do livro e escritores que desejam ingressar no mercado conhecendo-lhe as regras.
14/07 - Da análise, seleção de originais, escolha e lançamento de livros. Gêneros e mercado: ficções, clássicos e ensaios com Maria Amélia Mello(editora da José Olympio – Grupo Record)
15/07 – O Presente e o Futuro do Livro no Mercado Virtual: o que esperar do autor, o que esperar do editor com Julio Silveira (editor da Ímã Editorial)
18/07 – O Mercado de Livros Infantis e juvenis com Ninfa Parreiras (Autora infantil e juvenil)
Das 19h às 21h | Carga horária: 6h/aula
2x R$ 200,00

Oficina da Crônica
Uma leitura preconceituosa considera a crônica um gênero rápido e fácil – um gênero mundano. Muitos chegam a acreditar que a crônica – porque em geral se edita nos jornais, ou agora nos sites da web – não é, sequer, literatura. A crônica não só é literatura, como é, talvez, o mais radical dos gêneros literários. Um gênero que oscila entre a ficção e a realidade, entre a literatura e o jornalismo, entre a mentira e a verdade. Um gênero de fronteira, que expõe e desafia os limites da própria literatura. E que luta para romper as fronteiras clássicas que separam a literatura da existência.
Em nossa oficina de crônica do ano de 2014, leremos e debateremos o trabalho de grandes escritores que foram, também, ou por isso, grandes cronistas. Crônicas geniais de Rubem Braga, Nelson Rodrigues, Clarice Lispector, Carlos Drummond de Andrade, Vinicius de Moraes, Antonio Maria, Lygia Fagundes Telles e Luís Fernando Verissimo, entre tantos outros. Para facilitar, usaremos como livro base As cem melhores crônicas brasileiras, volume organizado pelo jornalista e cronista Joaquim Ferreira dos Santos para a editora Objetiva. Como as leituras serão em voz alta, a compra do livro não é imprescindível, embora seja desejável.
Abriremos espaço diário, também, para ler e debater crônicas escritas pelos alunos. De modo que usaremos os grandes cronistas consagrados como contraponto para refletir sobre a produção contemporânea. Os alunos que desejarem, devem levar para a oficina pelo menos uma crônica de sua própria autoria, que se torne objeto de leitura e de reflexão.
José Castello – Escritor e crítico literário do suplemento “Prosa”, de O Globo. Autor, entre outros, de As melhores crônicas de José Castello, volume organizado e prefaciado para a Global Editora pela crítica literária Leyla Perrone Moisés no ano de 2003. É, ainda, cronista regular do site “Vida Breve” (www.vidabreve.com.br), no qual publica as crônicas das terças-feiras.
Dias 24/07, 25/07 das 18h às 21h e 26/07 das 10h às 13h | Carga horária: 9h/aula
R$ 450,00

Oficina de Clichês: Como Assassinar a Narrativa
"Oficina de clichês: como assassinar a narrativa" é uma jornada pela banalidade dia adentro. Trata-se de reconhecer o funcionamento e uso dos lugares-comuns, recursos dos quais se vale a maioria dos autores iniciantes (e dos nem tanto) e que são capazes de anular quaisquer virtudes que um texto possa vir a ter. Com aula expositiva, onde será debatida a ideia do "kitsch", elemento tão bem investigado por Abraham Moles e tão caro aos estudos da comunicação, a oficina contará também com exercícios de escrita e de reconhecimento das armadilhas de facilitação. Pretende-se que, ao final do curso, o aluno nunca mais volte a usar um clichê na vida.
Cintia Moscovich – Escritora, jornalista, Mestre em Teoria Literária, roteirista de televisão e ministrante de oficinas literárias. É autora, entre outros, deArquitetura do arco-íris (contos), Por que sou gorda, mamãe? (romance) e Essa coisa brilhante que é a chuva (contos) – vencedor do Portugal Telecom 2013. Publicada na Espanha, Portugal, Itália, Argentina e Estados Unidos, a autora integra  a antologia Os melhores contos brasileiros do século organizada por Ítalo Moriconi para a editora Objetiva.
Dia 02/08 (sábado) das 10h às 17h | Carga horária: 6h/aula
R$ 400,00 (à vista) ou 2x R$ 225,00

CARPINTARIA LITERÁRIA
Cada escritor irá – por meio da leitura de um texto próprio – discorrer acerca de suas técnicas personalizadas de trabalho. Como escreve, que elementos se tornam importantes para que o texto tenha eficácia e conquiste seu leitor. Estilo próprio, linguagem, vocabulário, preocupações reais ou imaginárias são assuntos que certamente estarão na pauta dos autores convidados.
Como se escreve um romance – Técnicas personalizadas de trabalho
O romance como gênero literário. Processos e instrumentos essenciais da arte da escrita. Enredos e personagens. Estruturas narrativas.
28/07 – Rubens Figueiredo – Escritor, tradutor e professor. Autor, entre outros, de Passageiro do fim do dia (vencedor do Prêmio Portugal Telecom 2011 e do Prêmio São Paulo.); As palavras secretas e Barco a seco (ambos vencedores do Prêmio Jabuti – 1998 e 2001).
29/07 – Letícia Wierzchowski – Autora de Prata do tempo, A casa das sete mulheres – romance adaptado para a minissérie homônima da Rede Globo, Uma ponte para Terebin, Sal, entre outros. Tem livros publicados no Brasil e no exterior.
30/07 – Ana Paula Maia – Autora, entre outros, de O habitante das falhas subterrâneas; A guerra dos bastardos; De gados e homens e Carvão animal. Participa de diversas antologias de contos no Brasil e exterior. Seu blog: anapaulamaiaescritora.blogspot.com.br
Das 19h às 21h | Carga horária – 6h/aula

2x R$ 200,00

As aulas só começam em julho, mas as inscrições estão abertas pelo www.estacaodasletras.com.br e 21 3237-3947.

Nenhum comentário: