sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Papo de Anjo - uma radiografia paulistana


O livro conta a história de Roberto Fidalgo, mais conhecido como Papo de Anjo. Na primeira parte, a narrativa se desenvolve como em um romance linear. Na segunda, as aventuras do anti-herói aparecem na forma de contos que trazem à tona, sobretudo, a ginga e o jogo de cintura que muitos acreditam não existir mais nesta ainda desvairada Pauliceia. Papo de Anjo está na mesma linha de obras que imortalizaram tipos da gente de São Paulo. Embora escrito em época tão diversa, há nesta pequena saga alguma coisa que nos remete, talvez pela evocação das ruas da cidade, a Gaetaninho, o garoto registrado por Antônio de Alcântara Machado em Brás, Bexiga e Barra Funda. Mas há uma diferença: os personagens desses livros vinham de classes sociais distantes da classe média, cenário onde vive e apronta Papo de Anjo.

Nenhum comentário: